Laboratório Rocha

Rocha Online

Vacinas

Vacina Doença Meningocócica

A Doença

É uma doença grave causada pelo meningococo, bactéria que pode produzir um quadro de meningite. Além de ser altamente letal, aproximadamente 10% das pessoas que sobrevivem apresentam seqüelas como surdez, retardo mental e convulsões, ou necessitam realizar amputações de membros.

O meningococo pode estar alojado na garganta de indivíduos sãos e sua transmissão é feita por gotículas de saliva contaminadas. Qualquer pessoa pode ter doença meningocócica, porém as crianças menores de um ano e pacientes com ausência do baço ou deficiência de imunidade são mais susceptíveis.

A doença meningocócica tem incidência sazonal, sendo mais prevalente no inverno e no início da primavera. É considerada endêmica na cidade de São Paulo. Os dois tipos de meningococo mais encontrados são os tipos B (60%) e C (40%), sendo que o grupo A só surge em epidemias.

A Vacina

Existem dois tipos de vacina para doença meningocócica:

Vacina meningocócica polissacarídica para meningococos A e C - A partir dos três meses de idade, a vacina polissacarídica oferece imunidade para o meningococo do grupo A. No entanto, essa resposta só é comparável à do adulto a partir dos quatro ou cinco anos. Já para o meningococo C, essa imunidade só é eficiente quando a vacina for aplicada em maiores de dois anos.

A memória imunológica induzida por essa vacina é de curta duração, ou seja, devem ser dadas doses de reforço a cada três anos. Há, porém, o risco de indução de tolerância imunológica, diminuindo a resposta do organismo ao entrar em contato com a bactéria.

Como não induz resposta em crianças pequenas e não oferece proteção de longo prazo, essa vacina não é indicada, devendo ser utilizada somente em situações de epidemias para o meningococo do tipo A.

Vacina meningocócica conjugada para meningococo C - Tem eficácia a partir dos dois meses de idade e oferece imunidade duradoura, provavelmente vitalícia. Pode ser aplicada em qualquer idade e o esquema de doses depende da idade de início da vacinação: três doses, com intervalo de 1 a 2 meses, se aplicada antes dos 12 meses e 1 dose após esta idade.

É indicada para todos os indivíduos que desejam se proteger contra a doença meningocócica, independentemente da faixa etária, e pode ser utilizada em indivíduos já vacinados com a vacina polissacarídica, para obter imunidade de longa duração.
A vacina é bastante segura e produz excelente resposta. Seus efeitos adversos mais citados são dor, vermelhidão e inchaço no local da injeção, irritabilidade e febre baixa. Em adolescentes, são relatados também cefaléia e mal estar.

Voltar
desenvolvimento Burn web.studio