Laboratório Rocha

Rocha Online

Dicas de Saúde

Como prevenir o Câncer de Pele

Com a chegada do verão as praias tornam-se os pontos favoritos para o lazer. O Instituto Nacional de Câncer (INCA) chama a atenção para os cuidados com a pele neste período e para os riscos que os raios solares podem trazer, como o aparecimento do câncer de pele.

A exposição excessiva e constante à radiação ultravioleta dos raios solares é a principal causa para o aparecimento do câncer de pele. “Ao contrário do que muitos pensam, pele queimada não é sinal de saúde. O sol em excesso, ao longo dos anos, também pode causar queimaduras e envelhecimento precoce”, alerta Carlos Eduardo Alves dos Santos, chefe da Seção de Dermatologia do INCA. Segundo ele, o bronzeamento é uma agressão à pele, que reage ao receber uma carga exagerada de radiação solar. Leia mais sobre radiação ultravioleta ou sobre exposição solar, na publicação A Situação do Câncer no Brasil (página 42).

O câncer de pele tipo melanoma é o mais perigoso. Apesar de atingir somente 5% dos casos, tem grande probabilidade de se espalhar para outras partes do corpo (metástase). Os efeitos nocivos do sol são cumulativos, por isso é comum que as lesões apareçam na maioria das vezes após os 40 anos.

Algumas medidas ajudam a prevenir o câncer de pele. Deve-se evitar a exposição direta ao sol das 10h às 16h e usar filtro solar com fator de proteção igual ou superior ao 15, fazendo reaplicações a cada duas horas. Além disso, é importante usar chapéu e barraca. Se for inevitável a exposição ao sol durante a jornada de trabalho, deve-se usar chapéu de aba larga, camisa de manga longa e calça comprida.

Mas não se esqueça: o sol faz bem à saúde física e mental.
Aproveite-o de forma correta e bom verão!

Qualquer sinal ou mancha na pele, procure o seu médico

Voltar
desenvolvimento Burn web.studio